A nova coleção da A.Brand, Amazônia, parte de um resgate. Vem do verde e do encontro das águas. Vem dos bichos, da mata fechada, dos mitos, lendas e do povo da floresta. Vem da relva, da selva. Mas não só. A diretora criativa Aninha Dias olhou para as nossas raízes e origens para conceber o verão 2019, que surge de uma vontade de olhar para dentro.
O ponto de partida é o encontro das águas dos rios Negro e Solimões, onde nasce no Brasil o rio Amazonas, dando vida à maior floresta tropical do mundo. As peças brincam com as riquezas da fauna e da flora e se apropriam de elementos do folclore e artesanato local, como na releitura da cerâmica marajoara. As formas e cores dos bichos da floresta, assim como a vegetação, suas folhas e flores, viram estampas alegres, como o tucano, a onça e o bicho preguiça.
Esse resgate aos elementos naturais inspira ainda a escolha de materiais, como linho, palha e algodão. E a seda, sempre uma aposta da marca, imprime a fluidez, garantindo leveza e movimento nas produções. Na cartela de cores, vê-se os tons da floresta, numa paleta que contempla caju, terra, guaraná, açaí, vermelho uirapuru, rosa arara, azul ribeira, azul Xingu, verde floresta, verde graviola, bege oca e palha.
Os acessórios nos apresentam cintos de trama, sandálias com estética de cobra e bijoux que simulam madeira e palha, completando a coleção. O resultado é uma tradução em looks e acessórios dos elementos tradicionais do norte brasileiro.
Tudo de maneira cool e divertida, que é o DNA da marca. “A Amazônia é um mundo inteiro de possibilidades. A A.Brand, através da sua coleção, quer chamar a atenção para a importância de respeitar e preservar o maior coração do mundo”, explica Aninha Dias.

Tags

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

top