O clima de um entardecer de outono é o guia do lançamento que dá sequência ao inverno de IDA, batizado de Rastros. A percepção da mudança do tempo na natureza convida à busca de um refúgio no nosso imaginário que leva à conexão necessária com o ambiente da forma mais pessoal possível.

Rastros também remetem a sinais que identificam a trajetória percorrida, como uma marca registrada. Pensando nisso, um dos elementos mais explorados do DNA de IDA neste lançamento é o tricô. Nos quase três anos de existência da etiqueta, as peças deste material são a categoria de maior sucesso nas coleções. “Seguimos explorando o tricô mais a fundo para produzir modelos dentro dos pilares da nossa identidade, de uma moda despretensiosa, atemporal, confortável e que preza pelo bem-estar de quem veste. São roupas que celebram a conexão com o próprio corpo”, afirma Gabriela Machado, head de estilo da IDA.

Não à toa, dentre as novas peças, os tricôs da família Liz são os mais especiais. Eles recebem padronagem de aspecto rajado, fruto da composição de fios de tonalidades distintas, garantindo estilo extra para a regata e a calça flare. Essa parte de Rastros, além de ter sido pensada no conforto máximo para quem a veste, tem o tricô construído a partir de fios 100% viscose, diferente da maioria das construções do tipo, feitas geralmente a partir de uma mistura de fibras sintéticas. Isso é um dos detalhes que mostram que IDA se volta para criar peças com menor impacto ambiental. Para bem além dessa escolha, a marca estrutura a sua produção em torno de pilares e seus selos, para organizá-la da forma mais responsável possível, social e ambientalmente. Todos os modelos de Rastros são parte de algum dos três pilares de IDA: Mundo, que compreende os itens com menor impacto negativo, Moda, o grupo de peças-chave que possibilitam combinações diversas, e Vida, que reúne roupas fáceis de cuidar e lavar.

E o destaque, desta vez, vai para o pilar Mundo e o selo Meio Ambiente, identificando os itens feitos de tecidos homologados por certificadoras independentes, que garantem a utilização responsável de produtos químicos, a conservação ambiental e os cuidados com a biodiversidade, como a família Teodora e a família Alicia, que utilizam algodão certificado. O selo Circularidade também é parte do pilar Mundo e distingue peças manufaturadas através de práticas relacionadas com reciclagem, upcycling, reaproveitamento e reutilização de materiais. Têm este selo as famílias Amanda e Clara, confeccionadas a partir de tecidos de algodão e PET reciclados, e o jeans Guilhermina, produzido em denim também reciclado.

O céu de outono reforça seu reflexo nesse conjunto através da paleta própria de cores, vindas de um anoitecer brando típico do início da estação: rosa queimado, terracota, amarelo mostarda, tons de azul que passeiam do mais claro ao mais escuro, unidos aos clássicos e queridos neutros preto, branco e nude. Rastros busca transmitir através de suas referências que os sinais deixados no caminho são também marcas no mundo, uma mistura do passado com o anseio pelos próximos passos a serem dados. E, a cada passo, IDA vai construindo seu caminho de evolução constante.

Tags

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

top