O segundo dia da 24ª edição do Minas Trend foi um sucesso. A programação de palestras atraiu muitos convidados e visitantes. Referência no segmento digital da moda, Alice Ferraz falou sobre a importância das mídias digitais no ramo. Os outros temas foram acessórios, desenvolvimento de coleção, criatividade e design e conteúdo digital com nomes de peso: Cintia Lopes, do SEBRAE, a consultora de moda Cris Gurgel, Patrícia Sant’Anna, Felicia Biekarck, Layla Mendes e Vivian Berto.

Os desfiles também foram a atração do dia, principalmente o desfile coletivo com as marcas expositoras, que atraiu um grande público para o saguão principal do evento.

Desfile Coletivo
Fluidez, feminilidade e uma alfaiataria leve marcaram o segundo desfile coletivo do Minas Trend. Marcas expositoras do salão de negócios ganharam contexto pelas mãos do stylistAlberthFranconaid, que pontuou a silhueta com babados e conferiu um belo movimento aos looks. Camisas alongadas de algodão com amarrações nas mangas fizeram um interessante jogo de proporções com vestidos bordados e calças cropped. A atmosfera de leveza também estava na cartela de cores que equilibrava tons pastel e outros mais intensos como nuances de amarelo, vermelho e coral.

Coletivo Alagoas
O livro Vidas Secas de Graciliano Ramos foi a inspiração para as marcas AquasBeachwear, Alana Tenório, Caleidoscópio, Carol Paz, Estúdio Monteferro, Endy Mesquita, Leila Monteiro, Maneka, Manu Mortari e Sandra Cavalcante, que formam o Coletivo Alagoas. O desfile teve coordenação de Mari Cezário e styling de Davi Leite e trouxe uma cartela formada pelas cores preta, branco, vermelho e dourado. Já os destaques ficam por conta dos bordados, patchwork, tramas e uma parcela da confecção feita à mão. Com objetivo de apresentar a cultura alagoana por meio de suas criações, o Coletivo é associado do Sindivest-AL (Sindicato das Indústrias do Vestuário, da Confecção de Roupas Íntimas e da Fabricação de Bijuterias e de Joalheria do Estado de Alagoas).

Patrícia Motta
O Verão 2020 da estilista Patrícia Motta é inspirado pelo processo de cura, e gira em torno dos quatro elementos da natureza: Água, Ar, Terra e Fogo. Cada um deles é traduzido pelas texturas presentes na coleção. A Água apresenta o rechilieu, bordado de forma orgânica formando ondas do mar. O Ar é interpretado pela respiro entre o couro e crochê e a mistura de preto, azul e branco, formando um lindo patchwork. Vestidos, jaquetas e saias recebem flores aquareladas em tons de azul e verde representam a Terra, remetendo à origem da vida. Por fim, o fogo foi inspirado no sol cheio de energia, nos tons de coral e vermelho, em shapes estruturados e marcados por pespontos em crochet. A passarela do Minas Trend recebeu uma apresentação sensorial, com recursos da musicoterapia e da cromoterapia, e o destaque fica por conta de Ana Luiza Cicarini, uma harpista de 12 anos que superou uma doença grave e hoje encanta com seu dom musical.

Denise Valadares
Dona de uma estreia muito elogiada na última edição do Minas Trend, a estilista Denise Valadares volta à passarela do evento com a coleção Crystals, feita em colaboração com o stylist Alberth Franconaid. As peças trazem de volta à cena os babados, os volumes e as camadas tão característicos da década de 1980 e também o boho-romântico dos anos 70. Mangas bufantes, cores vibrantes e babados dialogam com a delicadeza do folk e do feito à mão. A principal característica da marca, o bordado manual, chega com design mais clean. Ele deixa de lado o traço geométrico e assume um estilo mais orgânico, fazendo referência aos cristais, que batizam a coleção. Com modelagens ora fluidas, ora estruturadas, Crystals traz uma cartela que passeia por tons mais leves como o palha, o offwhitee o liláse também pelos mais quentes como o amarelo gema e o rosa-pink, criando um contraponto entre a vibração dos anos 80 com a leveza dos anos 70. Vestidos fluidos, chemises, blazers, shorts e maxi-camisas compõem a coleção que também apresenta uma alfaiataria repaginada.

Raquel de Queiroz
Inspirada numa saudosa lembrança da infância, Raquel de Queiroz viajou no tempo para criar seu verão 2020, intitulada de Poesia. As peças estão repletas de elementos lúdicos e detalhes delicados, nas formas e bordados, sempre com o uso de muitas cores. Pássaros, borboletas, flores, plumas, franjas e cristais são traduzidos na nova coleção da marca, que está presente no salão de negócios desde 2013, mas veio à passarela pela primeira vez nesta edição com styling de Daniel Ueda. Referência em moda festa, o trabalho handmade de efeito único nas texturas, relevos e padronagens coloridas, apareceu em vestidos longos e curtos com paetês, canutilhos e bordados em efeito 3D que dão textura e armam suas criações exclusivas, além de macacões inteiramente bordados. A cartela de cores, a estilista propõe cores primárias e aposta em tons alegres, como azul, amarelo e vermelho, mesclando menta, coral e cassis.

Tags

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

top