De uma maneira inusitada e artesanal, Ronaldo Silvestre passeia pelo quintal poético de Clarice Lispector, as linhas orgânicas estruturais da Vitória Régia e as pinturas corporais indígenas que levam a caminhos inusitados e autênticos.

Sob uma óptica do design, estudando as estruturas da vitória régia o estilista traçou uma coleção atemporal seguindo o movimento slow fashion aliando sustentabilidade ao feito à mão do artesanal mineiro.

Os jeans da Capricórnio Têxtil fundem-se com as sedas artesanais, produzidos no tear mineiro, do O Casulo Feliz, através de recortes, contornos e aplicações em viés formando texturas, re-tecendo no corpo novas formas e silhuetas, criando uma identidade única e exclusiva para cada look. Na cartela de cores, o preto, passando pelo azul intenso, laranja, vermelho, verde, amarelo até as nuances dos crus.

Ronaldo Silvestre
Minas Trend – Inverno 2018
Foto : Ze Takahashi / FOTOSITE

 

 

 

 

 

 

Foto: Ze Takahashi/FOTOSITE

Tags

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

top