Com formação em Artes Plásticas, estilista há 22 anos e apaixonada pelo mundo da moda, Cristina Thomazella abriu o seu próprio atelier de moda há 13 anos, em Batatais. Com uma facilidade incrível na hora de criar, ela apresenta o seu mais novo espaço de aluguel. Conheça um pouco mais a sua história na entrevista a seguir.

Como você começou o seu trabalho de estilista?

Sempre fui apaixonada por moda. Quando menina já criava minhas próprias roupas e as confeccionavas. Depois que me formei em Artes Plásticas comecei a dar aula, mas não era minha verdadeira paixão, então comecei a criar e costurar na minha casa. Mas cada vez mais aumentava a quantidade de clientes, até que em 2004 abri meu atelier em um espaço fora da minha casa.

Sempre foi o seu sonho?

Sim, moda sempre foi minha primeira opção, mas quando entrei na faculdade, o curso de Design de Moda não era acessível como nos dias de hoje, então optei por Artes Plásticas que tem uma certa ligação com moda.

E hoje você trabalha em família…

Sim, minha filha Danielle se formou em Design de Moda há um ano. E agora também é estilista da marca.

O que mais procuram hoje da Cristina Thomazella?

As clientes Cristina Thomazella cada vez mais procuram inovação, design e acabamentos perfeitos.

Quanto tempo você demora para produzir uma peça?

Falando apenas da produção, dependendo da peça de uma a duas semanas. Mas antes da peça ir para a produção, tem muito trabalho em cima, como pesquisa de tendências, escolha de cartela de materiais, etc.

Qual a sua maior inspiração na hora de criar?

A inspiração vem sempre de onde menos esperamos. Mas as pesquisas por um tema específico, tendências, imagens de arquitetura, paisagens, entre outras dão um gatilho na ponta do lápis.

Qual o vestido de maior valor que produziu e quanto custou?

Vestido de festa de maior valor que produzimos em torno de  R$ 3.000,00
e noiva o maior preço que já chegamos aqui foi de R$ 9.000,00.

Na sua opinião, é mais fácil criar para o mundo feminino ou masculino?

Acredito que não tem mais fácil e mais difícil, e sim o que te faz feliz… Amo o que faço e criar roupas femininas se torna um prazer.

Sempre teve essa habilidade em criar e fazer as peças?

Sim, desde menina criava e costurava para mim e minhas irmãs.

O mercado da alta costura no interior. Como você vê?

As mulheres cada dia que passa aderem mais a moda exclusiva, valorizando ainda mais a peça feita à mão, com materiais de qualidade e sofisticação.

E qual foi a novidade lançada agora?

De uns tempos para cá começamos a ter uma procura muita alta de peças para locação. Para agradar nossas clientes inauguramos no piso superior do nosso atelier a parte de locação tradicional e primeiro aluguel. Além da parte de venda e sob medida que se localiza na parte de baixo.

Você foi ousada ao investir em uma cidade pequena e muito próxima de Ribeirão Preto, que é Batatais. Como foi essa decisão de ter o atelier na cidade?

Apesar de Batatais ser uma cidade pequena, na época que resolvi abrir, não existia nenhum atelier de moda festa exclusiva na cidade. As mulheres batataenses tinham que sair da cidade em busca deste produto, então fomos muito bem recebidos por este mercado.  Mas hoje por incrível que parece nosso público esta crescendo muito, e temos mais clientes de fora da cidade.

Qual mensagem você deixa para quem quer entrar para o mercado de estilista hoje?

Estude, pesquise, fique sempre antenado… A moda muda muito rápido, e você precisa sempre estar um passo a frente.

 

 

Fotos: Divulgação

 

Tags

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

top