Thalita Farias tem 20 anos e nunca imaginou que um dia estaria desfilando em uma passarela. Descoberta na praia, ela é nordestina e vendia sua arte no Nordeste. Hoje, se apaixonou pela profissão e sonha em crescer cada vez mais.

IFA: Você sempre sonhou em ser modelo?
Thalita: Eu gostaria de dizer que ser modelo sempre foi meu sonho, mas não. Nunca foi! Rs. Eu vi na carreira uma oportunidade de trabalho e de crescer na vida.

IFA: Como era sua vida antes da carreira começar? Conta um pouco pra gente de como era sua rotina antes de ser modelo.
Thalita: Antes de ser descoberta pelo Jocler Turmina, eu era artesã hippie. Morava com minha companheira e juntas vendíamos nosso artesanato na praia e nas feiras. Nosso sustento era tirado daí. O Jocler me perguntou se ser modelo era meu sonho e eu respondi que não, mas que poderia sim ser o meu trabalho.

IFA: Quais foram e ainda são as dificuldades encontradas?
Thalita: A transição foi a parte mais difícil, pois eu troquei a vida calma e praiana por uma agitação que eu não conhecia entre os prédios da Grande São Paulo.

IFA: Qual foi o seu melhor trabalho realizado até agora?
Thalita: Meu melhor trabalho foi desfilar na SPFW. Eu amei e pude trabalhar com três dos melhores produtores que foi o Bill Macintyre, Alê Queiroz e Flavia Pommianosky.

IFA: Quais os sonhos que você ainda quer realizar na sua carreira?
Thalita: Meu sonho é continuar crescendo e progredindo, viver e aprender com novas experiências e evoluir como profissional.

IFA: Como você vê o mercado da moda nos dias de hoje?
Thalita: Eu vejo a moda como um leque de oportunidades e atos e expressões diversificados. Moda pra mim é como a arte, desde a criação do estilista até a passarela onde a peça será exibida ao público.

IFA: Como foi participar de um desfile na SPFW?
Thalita: Participar de um desfile da SPFW foi muito gratificante, uma grande realização. A experiência foi engrandecedora profissionalmente e um passo bem significativo pra minha carreira.

 

Tags

top